Benefícios do Inhame para a saúde

  • Bem-estar
  • 29 de novembro de 2018

Cultivado em áreas tropicais, o inhame é um tubérculo nutritivo e muito popular no Brasil. Com uma aparência parecida com a da mandioca, ele possui diversas propriedades medicinais, o que o torna uma excelente adição para o seu cardápio.

Antes de falar quais são os benefícios do inhame, vale comentar sobre a diferença do seu nome em diferentes regiões. Em 2002, o I Congresso de Inhame e Taro estabeleceu que o rizoma da planta Colocasia esculenta, chamada de inhame no Sudeste, Centro e Sul do Brasil, é na verdade, o taro. O inhame é o tubérculo que pertence ao gênero Dioscorea, que era chamado de cará no Sudeste, Centro e Sul do Brasil, mas já era conhecido como inhame no Nordeste.

Com a questão dos nomes esclarecida, vamos agora conhecer os benefícios do inhame.

Os principais benefícios do inhame para a saúde

Ajuda a perder peso

Quem está em dieta de redução de peso poderá se beneficiar do consumo do inhame. Ele é um tubérculo que contém pouca gordura, além de ser rico em carboidratos complexos que fazem com que a glicose seja liberada aos poucos na corrente sanguínea. Junto com as fibras, esses carboidratos complexos fazem a pessoa sentir menos fome e ter mais energia na hora do treino.

Previne o desenvolvimento do câncer

O inhame possui os compostos antioxidantes betacaroteno e vitamina C, que são grandes aliados na hora de prevenir o desenvolvimento de vários tipos de câncer. Eles protegem o corpo da ação dos radicais livres. Além disso, o tubérculo também possui diosgenina, que segundo estudos, tem se mostrado muito boa em impedir a proliferação de células cancerígenas que causam câncer de mama.

Ajuda a cuidar da saúde da mulher

Os tubérculos contêm diosgenina, que no corpo humano passa a gerar desidroepiandrosterona, um hormônio que é produzido pelas glândulas adrenais e ajuda na síntese de diversos outros hormônios como o estrogênio, cortisol, progesterona, aldosterona e cortisol. O inhame ajuda no alívio de sintomas da menopausa e TPM, além de outros problemas enfrentados pelas mulheres como a endometriose, fibrose uterina e a doença fibrocística da mama, o que faz dele um alimento recomendado para mulheres de todas as idades.

Faz bem para o coração

O inhame contém fibras que ajudam a diminuir o excesso de colesterol no sangue, que é o responsável pelo surgimento de boa parte das doenças cardíacas. Além disso, ele também é rico em potássio, um mineral que ajuda na compensação das ações hipertensivas causadas pelo sódio no corpo.

Ajuda no combate ao Alzheimer

O inhame contém as vitaminas B6 e B9 e a diosgenina que são muito importantes na hora de prevenir o desenvolvimento de doenças como a doença de Alzheimer. Ele ajuda a evitar o acúmulo da homocisteína, que pode desenvolver a inflamação no cérebro de pessoas que sofrem com a doença.

Comentários do Facebook

Como escolher um bom abacaxi: Confira as principais dicas